segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Ano Novo - passei de ano


 Nos tempos de escola, não havia nada melhor que iniciar um novo ano em uma nova série. Significava que estava vencendo etapas... evoluindo. Mesmo que tivesse passado pelo baque de ir para recuperação em uma matéria, o novo ano tinha sabor de vitória. Claro que sabia que poderia ter algumas dificuldades na nova caminhada, se a recuperação enfrentada foi por não ter conseguido apreender os conhecimentos. Lá na frente eu seria testada de novo. Cabia a mim estudar para não ter mais uma queda.

A sensação que tenho ao iniciar um novo ano - o ano de 2012 - é semelhante. Considero que venci etapas em 2011. Mas sei também que passei em algumas provas apenas depois de ter feito recuperação. Inicio o novo ano com alegria, determinação, esperança e fé.

Alegria por ter uma família maravilhosa - uma grande família, vale dizer - e amigos do coração. Determinação em seguir meus projetos pessoais e profissionais, buscando seguir uma receita de equilíbrio para não danificar a máquina (o corpo físico que me foi emprestado e o espiritual, que registra as marcas das quedas) além do desgate comum ao tempo.

Caminho com esperança de poder ver o despertar coletivo da consciência de que nos foi concedido o livre arbítrio e que somos responsavéis por tudo o que desejamos e alcançamos - mesmo que os resultados sejam negativos. Somos responsáveis por nosso bem estar, por nossa saúde, por nosso crescimento moral, espiritual e também pela evolução profissional. Não podemos culpar ninguém por nossos fracassos - pessoais, profissionais e até pelos problemas de saúde.

E alimento a fé de que teremos mais um ano caminhando lado a lado com Nilton Cavalcante Amorim, meu pai, que no momento se encontra enfermo. Infelizmente ele não soube dar manutenção do corpo físico no tempo certo. Mas tenho fé na sua recuperação.

Que cada um de vocês faça a sua parte em 2012. 

Lembre-se, Deus lhe deu o poder. Use-o bem e será feliz.