domingo, 24 de abril de 2011

Salvador é suja por causa dos seus moradores

Todos nós já vimos, em algum lugar o slogan " cidade limpa não é aquela que mais se limpa, mas a que menos se suja", ou a sua variação "cidade limpa não é aquela que mais se varre, mas a que menos se suja". Quem criou essa frase, não sei. Mas ela tem sido repetida até em parachoque de caminhões, sem muito efeito na vida de muita gente que acha que  responsabilidade de manter uma cidade limpa é apenas da prefeitura.

Cresci em uma cidade no interior da Bahia - Paulo Afonso - onde as donas de casa tinha o costume de varrer diariamente a calçada. Alguma varriam no início da manhã e no entardecer. Era comum ver as mulheres varrendo defronte das suas casas com suas vassouras de palha e recolhendo o lixo. Era um orgulho ver sua casa e a extensão dela limpas. Os lixeiros - como eram chamadas as pessoas que recolhiam o lixo - se limitavam a coletar o que as mulheres juntavam em caixas, sacos de papel ou cestos.

Depois de 11 anos em Salvador conseguimos comprar uma casa em uma área considerada nobre na cidade, Piatã/Plakaford, com 90% de casas e pouquíssimos prédios.  As residências se dividem em grupo de condomínios e as casas fora de condomínio.A minha é uma dessas. As pessoas que moram ali não são ricas. Fizeram sacrifício, como eu, para realizar um sonho. Entretanto, muitos contribuem para tornar esse sonho em algo feio, jogando lixo, entulhos e podas de árvores defronte a terrenos baldios ( que estão murados, mas não tem calçadas).

A rua Dias Gomes, que começa logo atrás do Habib's e finaliza com a Humberto Machado, é a preferida pelos que adoram sujar. Nela, a Limpurb vem, recolhe o lixo e, no mesmo dia, em muitas vezes logo depois, já tem mais lixo. Nem mesmo a placa da Limpurb é respeitada. Confiram nas fotos.

Rua Dias Gomes (próximo à Humberto Machado) em 28/03/11, 9h19.
Até móveis desta vez foram descartados na rua.

Rua Dias Gomes (próximo à Humberto Machado) em 28/03/11, 9h19
 
Rua Dias Gomes (próximo ao Habib's), em 28/03/11 - 9h20.
O prédio amarelo é um hotel, que arca com prejuízos por causa do lixo.

Rua Dias Gomes (vendo rua Humberto Machado ao fundo), em 14/04/11, 7h49.
Mais de 15 dias desde a primeira foto e o lixo se avoluma na rua. 


Rua Dias Gomes (próximo ao Habib's), em 14/04/11 - 8h01

Rua Dias Gomes (vendo rua Humberto Machado ao fundo), em 19/04/11, 8h40.
A Limpurb recolheu 99% do lixo na tarde anterior. 

Rua Dias Gomes (vendo rua Humberto Machado ao fundo), em 20/04/11, 7h49.
Podas de árvores começam a se acumular desde o dia anterior. 

A Prefeitura já colocou um fiscal no ano passado. As áreas ficaram limpas no período da fiscalização. Mas foi retirar o fiscal e tudo voltou. Também, fiscal sem poder de multar é igual a nada. O tempo agora não é mais de educação; é de multa. Só pesando no bolso para alguns mudarem o comportamento.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

O que temos a comemorar no dia do jornalista

Mais um 7 de Abril. Mais um dia dedicado ao jornalista. Mensagens são enviadas de todos os cantos, de todos os poderes. E nesse dia, que também é meu, pergunto: o que nós, jornalistas profissionais, temos a comemorar? Não muito. Ou quase nada. Continuo com o meu diploma roubado pelo STF. Continuo sem o direito de ter um Conselho, como tantas outras 53 categorias tem. Continuo sem os ajustes necessários na regulamentação da minha profissão, incluindo a função de assessor de imprensa entre as já determinadas na Lei.

Integro-me à campanha da Federação Nacional dos Jornalistas que pede o apoio da sociedade brasileira para a reconquista da regulamentação da profissão, com a aprovação das PECs que restituem a exigência do diploma de Jornalismo para o exercício profissional e a posterior criação do Conselho Federal de Jornalistas (CFJ), órgão que virá garantir a auto-regulamentação da profissão

Esta campanha foi deflagrada hoje, buscando apoios de cidadãos e entidades nacionais e internacionais à aprovação, pelo Congresso Nacional, das Propostas de Emenda Constitucional que restabelecem a exigência de diploma de curso superior como requisito para o exercício da profissão de Jornalista. O esforço concentrado visa sensibilizar os parlamentares a votarem imediatamente as PECs 386/09 – que tramita na Câmara dos Deputados – e 33/09, que tramita no Senado.

Quer me apoiar e aos meus colegas de profissão? então assine o abaixo assinado on line, que está disponível aqui.



quarta-feira, 6 de abril de 2011

UM OLHAR SOBRE SALVADOR - Trânsito caótico

Salvador precisa urgentemente da intervenção municipal para garantir um tráfego melhor. Algumas medidas tem sido adotadas, mas são pequenas diante do tamanho do problema, que se agrava a cada dia. Não está distante da situação da capital paulista, principalmente quando levamos em conta a população e o número de veículos das duas cidades:


Recentemente, a prefeitura de Salvador, através da Transalvador, fechou o acesso da Av. San Rafael  à Av. Pinto de Aguiar (Pituaçu) através do viaduto Dona Canô. Para quem vem da orla para o Centro Administrativo (como é o meu caso), chegar à Av. Luiz Viana (Av. Paralela) ficou fácil. Mas fechou o trânsito no trecho entre este viaduto e o do CAB. Depois de algum tempo, a Transalvador resolveu reabrir e modificou alguns pontos na Av. Pinto Aguiar. Agora voltamos a enfrentar tráfego lentíssimo no acesso ao viaduto Dona Canô e na Av. Paralela.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Abertas inscrições para o Empreendedor Social 2011

Você se considera um líder social que atua de forma inovadora, sustentável e com forte impacto na sociedade e em políticas públicas? Que tal participar do 7º Prêmio Empreendedor Social e o 3º Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro? Você não é um líder, mas conhece alguém que seja? Então avise que estão abertas as inscrições para esses prêmios e que as edições deste ano estão com mais benefícios a finalistas e vencedores.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Doando vida


A partir da confabulação anterior, do grupo Corrente da Mídia pelo Bem, fui convidada pelo Ministério da Saúde a participar da campanha pela doação de órgãos e tecidos. Através do link http://doe.vc/mq entrei no portal e li sobre o trabalho que vem sendo feito. Ao conferir as estatísticas, que infelizmente só trazem dados do primeiro semestre de 2009, constatei que a nossa Bahia precisa intensificar a campanha para aumentar o número de doadores.

Em número de transplantes realizados a Bahia está em 9º lugar, com apenas 131, sendo 87 de córnea, 21 de rim e 22 de fígado.Em Pernambuco foram realizados 454 transplantes e no Ceará 227.

Vamos lá! Vamos aumentar esse número. Afinal, não precisa morrer para doar um rim, parte da médula óssea e parte do fígado, por exemplo. Mas o primeiro passo é avisar sua família da sua vontade. Sangue todo mundo sabe que pode doar, não é?

CORRENTE DA MÍDIA PELO BEM - HRS ganha agilidade em transplantes

Notícia divulgada pela Assessoria de Imprensa do Hospital Roberto Santos - HRS, em Salvador, aponta que o hospital vai receber a primeira Organização de Procura de Órgãos e Tecidos -OPO, que funcionará como uma parte operacional da Central de Transplantes dentro da Unidade. Informa, ainda, que já foi aprovado pelo Ministério da Saúde projeto para implantação de um Núcleo de Transplantes, para viabilização de transplantes de fígado, rim, pâncreas e córnea.

Essa é, de fato, uma boa notícia, principalmente por se tratar e um hospital público, com uma grande demanda. Segundo Bernadete Farias, assessora de Imprensa do HRS, técnicos do Ministério da Saúde visitarão o hospital no próximo dia 26 deste mês.

A OPO do Hospital Roberto Santos terá, em sua área de abrangência no que se refere a doações para transplantes, cinco outros hospitais: São Rafael, Aeroporto, Jaar Andrade, Geral de Camaçari e Menandro de Faria. Em vez de comunicar casos de morte encefálica para a Central de Transplantes, esses hospitais comunicarão à OPO do Roberto Santos.